5 Razões para mastigar melhor

Razoes para mastigar melhor

Provavelmente aconselharam-nos, em alguma altura, a mastigar melhor os alimentos e a comer mais devagar. Esta sugestão pode ter sido difícil de seguir, uma vez que habitualmente não era explicada a sua importância.

Quando compreendemos a importância para a nossa saúde de mastigar correctamente, um pouco mais de tempo em cada dentada passa a fazer mais sentido. Há muitas boas razões para mastigar mais devagar. Seguem 5 das mais importantes:

1.      A digestão começa na boca.

Muita gente pensa que só se começa a digerir os alimentos depois de engolidos, mas o passo crucial do processo de digestão começa na boca, quando se mastiga. A mastigação dá sinal às glândulas salivares para produzirem saliva e informa o organismo que vai receber alimentos, dando-lhe mais tempo para se preparar para a digestão.

Quanto mais mastigar, mais saliva é misturada com os alimentos antes de descerem ao estomago o que traz benefícios a vários níveis.

Apesar da saliva humana ser constituída por 98% de água, é extremamente potente, contém importantes enzimas, substâncias com propriedades antibacterianas, mucos e electrólitos. As enzimas salivares iniciam o processo de modificação química do alimento enquanto os dentes trabalham para reduzir o tamanho dos pedaços de comida com que o sistema digestivo irá lidar. As enzimas transformam os carbo-hidratos e amidos em açúcares simples pelo que quanto mais tempo mastigar, menos o resto do sistema terá que trabalhar para modificar estas substâncias.

2.      Não faça o sistema digestivo trabalhar mais do que precisa

Muitas vezes a forma de evitar uma indigestão após uma grande refeição é a prática de mastigação prolongada. Mastigar cada dentada mais tempo simplifica significativamente o processo de digestão exigido pelos intestinos.

Pedaços mais pequenos a entrar no sistema digestivo também reduz a quantidade de gás ingerido, diminuindo a probabilidade de interrupções gasosas ou inchaço após as refeições. Grandes pedaços de alimentos dificultam o movimento do corpo durante o processo digestivo.

3.      Receba o máximo de benefício nutricional dos alimentos

Ao permitir que o processo de mastigação seja completo, são fornecidos ao organismo pedaços de alimentos menores que são digeridos muito mais rápida e eficazmente.

Quanto menores os pedaços, maior a superfície de alimentos exposta a enzimas digestivas, mais rápidas as transformações químicas e mais eficientemente os nutrientes são absorvidos pelo organismo.

4. Não coma demais

O cérebro demora cerca de vinte minutos a receber a mensagem de que o estômago está cheio. Quando se come depressa, é fácil comer demais, deixando a pessoa com a sensação desagradável e pouco saudável de mal-estar e de saturação.

Quando deixa de engolir à pressa e processa cada garfada correctamente, leva mais tempo a terminar a refeição. Durante este tempo, consegue receber a notícia que está satisfeito, parando de comer antes de consumir quantidades desnecessárias que podem causar problemas de saúde ou esforço excessivo para o sistema digestivo.

5.      Aprecie melhor a comida

Nos dias de hoje é fácil sentir necessidade ou desejo de comer à pressa. Quando começa a levar mais tempo a mastigar, começa a apreciar muito mais refeição. Quanto mais mastigar, melhor a comida sabe, à medida que a saliva transforma componentes químicos em açúcares simples.

Sabores e texturas vão começar a fazer-se sentir à medida que se concentra e aprecia o acto de comer. Mastigar lentamente pode abrir a porta a uma nova forma de ver o que põe no seu organismo. Ajuda também a desfrutar melhor a experiência, o que pode reduzir o desejo de comer.

Quanto devemos mastigar?

Há muitas opiniões sobre o número correcto de vezes para mastigar em cada dentada. Uma boa regra é garantir que depois de mastigar não consegue dizer o que acabou de comer pela textura que ficou na boca.

Para uma digestão saudável, alimentos sólidos devem ser mastigados no mínimo de 30 a 40 vezes. Alimentos mais líquidos como batidos ou sopas devem ser mastigados no mínimo 10 vezes.

Embora mastigar alimentos que não precisam ser despedaçados possa parecer inútil, o acto de mastigar pode prevenir mal-estar de estômago causado pelo consumo de uma quantidade maior de comida, quando o organismo esperava água ou sumo devido à falta de produção de saliva.

A saliva misturada com a comida também torna mais fácil a digestão, seja qual for a consistência original do que se está a comer.

Se acha que comer devagar e mastigar mais é difícil devido ao estilo de vida ocupado, stressado, ou à falta de auto controle, siga estas dicas para tornar este acto mais lento e consciente:

  • Experimente usar pauzinhos
  • Sente-se direito e respire lenta e profundamente enquanto come
  • Concentre-se apenas em comer e elimine distracções
  • Seleccione uma área para tomar as refeições
  • Assuma uma atitude de consciência e gratidão enquanto come
  • Cozinhe mais vezes as suas próprias refeições para que as possa apreciar mais

Tirar algum tempo para mastigar melhor pode fazer maravilhas no seu sistema digestivo e na saúde em geral, bem como diminuir o desconforto que possa sentir após uma refeição. Arranje tempo para apreciar cada dentada, permitindo ao organismo digerir os alimentos correctamente, com o mínimo de esforço.

Poderá também ter interesse em: Controlo de peso com a Medicina Chinesa  e Dicas anti stress

Adaptado de: 5 reasons to chew thoroughly de Laura Shults em www.care2.com