5 Formas de Destruir a Sua Vida Sexual

Formas de destruir a sua vida sexual

Melhore a sua vida sexual!

Cientistas confirmam que o chocolate contém enzimas que disparam os centros de prazer do cérebro, de forma idêntica ao sexo. … É por isso que quando está cansada para um, tem desejos do outro. “Hoje não, querido, prefiro algo..um Ferrero Rocher…”

Mas e se não está cansada? E se está apenas farta ou não está mais interessada numa vida sexual que não é o que imaginava? É possível inverter a situação, mas não basta deixar de  comprar chocolates no supermercado. Segue-se uma lista das 5 barreiras mais comuns para uma vida sexual saudável e como ultrapassá-las.

  • Pensamentos negativos ou derrotistas sobre sexo

Estes pensamentos podem vir de qualquer lado: da infância, da religião, experiências sexuais do passado, etc. E podem de facto afectar a sua sexualidade. Alguns de nós cresceram a pensar que o sexo é sujo ou pecaminoso, enquanto outros aprenderam a ter vergonha do seu corpo. Se tem pensamentos negativos acerca do sexo, vai afectar o seu comportamento sexual, portanto faça desta questão um ponto a ultrapassar.

A verdade é que o sexo não é sujo. De facto os médicos concordam que é saudável. É bom para o sistema cardiovascular, alívio de stress e aumenta as defesas naturais. Sexo é também um bom exercício, queima tantas calorias como um jogo de ténis. Desenvolva com o seu parceiro atitudes mais saudáveis em relação ao sexo e largue os pensamentos negativos.

  • Focar-se apenas na performance

Quando se está demasiado consciente da sua performance durante o sexo, (mexo-me da maneira certa? Os meus sons excitam-no?) está a colocar demasiada pressão sobre si mesmo, pressão essa que afecta negativamente a sua sexualidade e leva a falsas conclusões.

Lembre-se que o seu corpo não é perfeito, nem o de ninguém. Esperar perfeição na performance sexual conduz à frustração e desapontamento. Em vez disso, concentre-se no prazer do sexo, na intimidade com o parceiro e na alegria de agradar o outro.

  • Não ser dono da sua sexualidade

A frase “conhece-te a ti próprio” aplica-se perfeitamente à sua sexualidade. Se não sabe o que a faz sentir bem e como atingir o orgasmo, como pode o parceiro saber? Não tenha medo de conhecer o seu corpo, reconheça o que lhe sabe bem e saiba quais os seus desejos sexuais. Não tem nada de vergonhoso este tipo de auto conhecimento.

Não hesite em partilhar os seus desejos com o seu parceiro e abstenha-se de o culpar por alguma questão sexual, especialmente antes de olhar verdadeiramente para si próprio. Apontar o dedo parece ser uma saída fácil, mas a verdade é que são precisos dois para dançar o tango.

  • Não falar de sexo com o seu parceiro

Os terapeutas ficam abismados com a quantidade de pessoas que estão confortáveis a praticar sexo, até muito sexo, mas ficam desconfortáveis a falar de sexo. É como se houvesse uma regra: “faz mas não fales disso”.

Se está confortável numa relação sexual, deveria estar confortável para falar de sexo abertamente com o seu parceiro. Estabeleça o diálogo. Partilhe as coisas de que gosta, acentue o positivo e desvalorize o negativo. Faça o seu parceiro  sentir-se bem com o sexo que praticam e ele vai querer faze-la sentir-se bem, fazendo as coisas que lhe dão mais prazer.

  • Não fazer do sexo uma prioridade

Infelizmente, em muitos casais, o sexo não é prioritário. Pior ainda, a relação em si não é sequer uma prioridade. Trabalho, família, obrigações e outros “tenho que” passam sempre à frente. No fim do dia caimos sem energia na cama. Resumindo, para onde dirige a atenção, vai a energia.

Se de facto quer uma vida sexual saudável na sua relação, então redireccione a sua atenção e enfoque . Faça da vida sexual uma prioridade. Pense nestas barreiras e trabalhe a forma de as ultrapassar. Seja honesto com o parceiro mas, acima de tudo, seja honesto consigo. Uma vez que deixa de ficar envergonhado com o sexo, vai encará-lo com mais naturalidade para si e para a pessoa que ama.

Adaptado de 5 ways to destroy your sex life  de YourTango .

Poderá também ter interesse em: