7 Hábitos que o Fazem Parecer Mais Velho

Sete hábitos que o fazem parecer mais velho

Contrarie os Sinais de Envelhecimento!

Inúmeros factores influenciam o aspecto de uma pessoa, desde a dieta até aos vícios e a maneira como ela lida com as suas obrigações diárias. Existem ainda influências externas, como poluição, trânsito e pressão no ambiente de trabalho ou estudo. O resultado de tudo isso pode não só afectar a saúde como ainda fazer com que a aparência não corresponda à verdadeira idade.

Apresentamos-lhe 7 hábitos que fazem com que se pareça mais velho do que realmente é:

 

Expor-se ao sol sem protecção

O sol é o principal agente causador do envelhecimento precoce da pele. Segundo especialistas, ele é extremamente saudável, mas a exposição inadequada causa a degeneração precoce e cumulativa da pele, promovendo o aparecimento de rugas e manchas. Em alguns casos, pode até levar ao desenvolvimento de cancro.

Por isso, é fundamental usar protector solar com FPS 15 (no mínimo) todos os dias e evitar a exposição ao sol entre as dez horas da manhã e as quatro horas da tarde. Lembre-se também de que o protector solar só funciona meia hora depois de entrar em contacto com a pele e que ele não dura um dia inteiro.

 

Praticar muito ou pouco exercício

Extremos são sempre perigosos e isso acontece até em relação à prática de exercícios físicos. Segundo os especialistas, tanto o sedentarismo quanto o treino em excesso levam a uma produção exagerada de radicais livres pelo corpo, que causam o envelhecimento precoce. Quando nos submetemos a treinos muito pesados ou à ausência de actividades, perde-se o controle sobre essa produção.

 

Beber pouca água

A água é essencial para o funcionamento do corpo como um todo. Ela é utilizada em processos metabólicos, na transpiração e até na respiração. A sua falta acarreta problemas em todo o organismo e isso verifica-se no maior órgão do corpo humano: a pele. Os resultados são ainda melhores se ao consumo de água estiver aliado um bom hidratante.

 

Estar sempre stressado

A tensão é inevitável em alguns momentos, mas estar constantemente estressado pode ser considerado o principal factor do envelhecimento precoce para o organismo em geral. Quem cultiva um estilo de vida como esse também costuma ter hábitos de vida poucos saudáveis – alimentação desregrada e rotina sedentária. Saber conciliar tarefas é um desafio actualmente, mas é essencial para a saúde e para impedir o envelhecimento precoce.

 

Consumir muito açúcar

Segundo os especialistas, a ingestão exagerada de açúcar promove um processo inflamatório nas células que faz com que elas produzam radicais livres. Isso impede a sua oxigenação normal, o que é altamente degenerativo e, portanto, envelhecedor.
Tanto o açúcar refinado quanto o açúcar natural das frutas, a frutose, são prejudiciais em excesso. Por isso, alimentos como bolacha, chocolate e gelado, que têm açúcar refinado na sua composição devem ser evitados. Quanto às frutas, a ingestão diária ideal é de três porções.

 

Fumar

A maioria das pessoas pensa que os males do cigarro - que são muitos – resumem-se às substâncias nele presentes. No entanto, de acordo com especialistas, o próprio acto de fumar causa rugas. Além disso, pessoas que fumam cronicamente costumam ter a pele mais grossa e amarelada, devido à impregnação das substâncias do fumo.

 

Cortar gorduras da dieta

O importante é consumir os melhores tipos de gorduras e acertar na quantidade. Dê prioridade àquelas que trazem mais benefícios ao corpo, presentes em alimentos como: nozes, azeite de oliva e outros óleos vegetais.

Já as chamadas gorduras “más”, encontradas em pães, salgados e fritos, impedem a troca correcta de nutrientes entre as células, desregulam as hormonas e afectam todas as reacções metabólicas. Essas, sim, devem ser banidas, já que provocam a oxidação das membranas celulares que levam ao envelhecimento precoce, evidenciado pelo aparecimento de doenças degenerativas, rugas e cansaço crónico.

 

Adaptado de Sete hábitos que fazem você parecer mais velho de Laura Tavares.

Poderá também ter interesse em: