O Coentro na Medicina Tradicional Chinesa

Coentros na Medicina Chinesa

Coentros: deliciosos e terapêuticos.

O coentro, Coriandrum sativum, pertence à família Apiaceae, a qual inclui erva-doce, funcho, cenoura, alcarávia, aipo e cominho. É uma planta que divide opiniões de forma radical, isto é, existe quem o adora e outros que têm completa aversão ao seu aroma e ao seu paladar. No entanto, possui várias aplicações para o ser humano: as suas folhas, flores e sementes podem ser utilizadas, por exemplo, na culinária, na fitoterapia e na agricultura.

A sua composição química inclui óleos voláteis (constituídos por cânfora, geraniol, borneol e anetol, por exemplo), taninos, alcalóides e flavonóides. A presença de polifenóis e outros princípios activos fitoquímicos está relacionada com a sua elevada capacidade antioxidante, com aplicações no tratamento do reumatismo e da indigestão.  Os óleos voláteis extraídos a partir das suas sementes têm propriedades anti-sépticas e são habitualmente utilizados em bebidas alcoólicas, em perfumes e outros cosméticos.

Na medicina popular, é utilizado como carminativo, antioxidante, diurético, digestivo, analgésico e afrodisíaco. Na Medicina Tradicional Chinesa tem sabor picante e natureza morna, reduz o yin, gera calor, faz transpirar, remove estagnação de Xue (sangue), regula o Qi (Energia) e facilita a digestão. Pode ser utilizado cru ou durante a cozedura dos alimentos.

Para além dos coentros, existem outros alimentos que podem potenciar o seu bem-estar ou até ajudá-lo no tratamento de uma patologia. Para saber quais os alimentos que não devem faltar na sua dieta, consulte um dos nossos especialistas!

Adaptado de Coentro na Medicina Tradicional Chinesa de .

Poderá também ter interesse em: