Segredos para emagrecer que nunca ouviu falar

Segredos para emagrecer que nunca ouviu falar

Se acha que tens uns centímetros de cintura a mais, não importa o que come, ou o exercício que faz, o problema pode não ser o estômago, mas sim outro órgão.

Provavelmente não se preocupa muito com o fígado (excepto quando toma o 3º gin), mas o seu funcionamento é chave para a saúde em geral e o peso.

O fígado é o verdadeiro multitarefas. Faz de filtro a remover toxinas, ajuda a digestão produzindo o bilís para processar a gordura, dissolve vitaminas e minerais e tem um papel regulador da glucose, pressão arterial, açúcar no sangue, insulina, testosterona, imunidade e colesterol.

Por causa da sua actividade, o fígado pode precisar de um pouco de amor e carinho. Quando trabalha demais, os resíduos tóxicos podem acumular-se, causando inflamações associadas a obesidade. Um fígado disfuncional pode também provocar acumulação de gordura especialmente à volta da cintura. Tudo somado, significa que não importam as restrições de calorias que a perca de peso é impossível, sem um fígado desintoxicado.

Antes de se precipitar para uma limpeza, verifique se tem outros sintomas de problemas no fígado, tais como fadiga, insónia, acne, perdas de memória, problemas digestivos, prisão de ventre, colesterol alto, desequilibrio de açucar no sangue e de insulina que podem levar a pouca energia, ansiedade por comida, sede e urina excessivas

Se acha que tem algo errado com o seu fígado, peça exames ao seu médico. De qualquer forma, pode fazer já as mudanças de hábitos que ajudam a remediar ou mesmo reverter problemas de fígado:

  1. Se fuma, pare de fumar.
  2. Use medicamentos só quando necessário. Grande parte dos medicamentos provocam sérios danos no fígado.
  3. Não beba álcool.
  4. Coma e beba saudável. Largue alimentos e bebidas que contem xarope de milho, hormonas, conservantes ou corantes. Coma orgânico, natural e não processado sempre que possivel.
  5. Consuma vegetais cruciferos tais como couves de bruxelas, bróculos, couve flor, repolhos, lombardos e couves. Estes alimentos tem componentes que eliminam toxinas.
  6. Evite o sal que contribui para retenção de líquidos e maiores constragimentos no fígado. Tempere a comida com alho, rosmaninho e chicória que ajudam as funções do fígado.
  7. Exercite-se da mesma forma que usa para as receitas médicas: Consistentemente e todos os dias. Procure exercitar-se pelo menos meia hora por dia. Um estudo do Journal of Hepatology revela que a combinação de dieta e exercício é a mehor forma de reduzir o peso e de melhorar a saúde do fígado

Adaptado de The Weight-Loss Secret You’ve Never Heard de Valerie Berkowitz, R.D

Poderá também ter interesse em: