Como fazer alguém apaixonar-se por si

Como fazer alguém apaixonar-se por si

 

Um artigo recente no New York Times criou bastante polémica ao descrever a experiência do psicólogo Arthur Aron na qual dois estranhos rapidamente se apaixonam um pelo outro.

Na experiência, os estranhos recebem instruções para perguntarem um ao outro uma série de 36 perguntas que vão desde “gostarias de ser famoso?” a “qual foi a última vez que choraste?”. Foram tambem instruidos para olharem fixamente um para o outro durante 4 minutos. Rapidamente se apaixonaram e casaram seis meses após a experiência.

O autor do artigo decidiu experimentar o mesmo na sua própria vida e também se apaixonou pela pessoa com quem fez a experiência.

O consenso geral é que, sendo criada proximidade interpessoal, pode nascer uma paixão. Significa que o “amor não acontece” tal como somos levados a acreditar. Na verdade podemos ter um papel activo no processo.

No entanto, só porque podemos ter um papel activo mais do que suponhamos, não significa que os aspectos biológicos não contem. Hormonas e outros factores contam também para o processo.

Resulta que, apesar de não ser possível apaixonar-se por conveniência, nem escolher quem vai amá-lo(a), pode ter um papel activo na criação de confiança e intimidade, dois ingredientes básicos para se apaixonar. Como encontrar os ingredientes?

Seja generoso com os elogios

As pessoas gostam de ser admiradas. Gostam de ouvir que o parceiro as aprecia. Para além disso, a pessoa que faz os cumprimentos recebe muitos dos mesmos benefícios da outra.

Ao dizer “gosto da forma como estás vestido(a)” está a incorporar a outra pessoa na sua auto avaliação. Faz com que qualidades positivas da outra pessoa sejam valiosas para si.

Deixe que a outra pessoa o veja.

Normalmente ficamos desconfortáveis quando as pessoas olham para nós fixamente. De facto, temos maior tendência em afastarmo-nos do que simplesmente deixar alguém admirar-nos e ficar a olhar.

É por isso que parte da experência para fazer com que alguém se apaixone é fazer com que ambos olhem fixamente um para o outro durante uns minutos. De acordo com a experiência, deixar que alguém se fixe em si aumenta a velocidade com que ela se apaixona.

Fique vulnerável.

O ultimo ingrediente para alguém se apaixonar por si é estimular a vulnerabilidade recíproca.

É por isso que na experiência de Aron os estranhos são convidados a colocar questões intimas entre eles. O exercício leva a que as pessoas revelem a sua vulnerabilidade o que é algo normalmente difícil mesmo anos após o inicio de uma relação.

Vulnerabilidade recíproca e mútua revelação criam confiança e intimidade na relação. Abrindo-se um com o outro logo no início põe em marcha o processo de se apaixonarem.
Adaptado de How to Make Someone Fall in Love With You de Amanda Abella

Poderá também ter interesse em: