10 Coisas que as pessoas infelizes fazem e não deviam

10 Coisas que as pessoas infelizes fazem e não deviam

As pessoas infelizes ensinam-nos muito, sobretudo o que não devemos fazer nas nossas vidas. Viver de forma infeliz leva ao desperdício da vida. Veja estas hábitos das pessoas infelizes:

 

  1. Procuram a aprovação dos outros

As pessoas infelizes procuram felicidade nos sítios errados. Gastam tempo a tentar saber o que os outros pensam de si, quando deviam focar-se nelas próprias. Uma pessoa infeliz concentra-se em tentar agradar aos outros, num esforço para obter aprovação.

Isto é algo que devemos evitar. Não é possível termos sempre a aprovação dos outros, nem devemos alterar as nossas convicções à medida dos outros. Para sermos felizes, precisamos colocar nós próprios e as nossas crenças em primeiro lugar. Faça o que o faz feliz.

  1. Precisam de controlar tudo.

As pessoas infelizes precisam achar que controlam tudo. Querem conhecer todos os detalhes para garantir que tem o controlo. Acham que controlando, tem a capacidade de evitar efeitos colaterais negativos.

Não é possível controlar tudo. A vida é incerta e imprevisível, pelo que não nos conseguimos preparar para tudo. Quando procuramos o controlo total, gastamos demasiada energia e no fim tudo muda e os esforços foram em vão. Não gaste o seu tempo a focar-se em detalhes. Aceite que não consegue controlar tudo. Faça o seu melhor e deixe que o acontecer, aconteça.

  1. Não correm riscos

As pessoas infelizes tem o hábito de não correrem riscos. Quando se lhes são dadas oportunidades, recusam o convite, ou arranjam desculpas para não o aceitar. Por exemplo, se um amigo convida para ir andar de kart, a primeira reação é dizer ou que não tem dinheiro ou que tem medo. O medo vem da oportunidade, do aceitar o risco

Para ser feliz, precisa de deixar andar e de aceitar riscos. Recusar oportunidades da vida impede-o de viver a vida em pleno. Não deixe que as desculpas o impeçam de avançar.

  1. Focam-se no que não tem

As pessoas infelizes realçam a parte negativa da vida, sobretudo o que não tem. Dizem a si próprias: “ se eu tivesse aquele emprego, era mais feliz” ou “se tivesse mais tempo, explorava melhor os meus talentos”. As pessoas infelizes acham que precisam de algo que não tem para serem felizes. O enfoque está no que não tem, tornando a vida insatisfatória e aborrecida.

Talvez fosse bom ter outro emprego, ou mais tempo, ou mais dinheiro. Mas isto não o deve impedir de viver o presente. Mesmo que tivesse o tal emprego com que sonha, haveria sempre qualquer outra coisa que queria mais. (mais dinheiro ou mais tempo). Lembre-se de se focar no que tem, ou no que é bom na sua vida presente. Tem bons amigos? E família à sua volta? Tem uma casa onde dormir e dinheiro para pagar as contas? Use o tempo gasto em sonhar com outra vida em usufruir o que tem.

  1. Não seguem o coração

As pessoas infelizes tem a mania de se focarem em detalhes. Por esse motivo, tem tendência a pensar nas coisas de forma lógica, usando o cérebro e não o coração. Ignoram os seus instintos e medem os prós e contras

E no entanto quais as mensagens dos filmes? Dizem-lhe para pesar os prós e os contras? Não. Sugerem seguir o coração para ser feliz. O coração é a chave da felicidade que deve confiar. A próxima vez que precisar de tomar uma decisão, ouça os seus instintos.

  1. Só veem os aspectos negativos

As pessoas infelizes apenas veem as coisas negativas da vida. A sua principal visão é que o mundo é um sítio miserável. Não vislumbram os aspectos positivos e as coisas boas da vida. Visualizam apenas as coisas más tais como o que não tem ou o que tem de errado, tornando-as pessimistas.

Quando for confrontado com desafios, não se deve focar no negativo. É mais fácil de dizer que fazer, sabemos, mas deve mesmo tentar focar-se no assunto. Ganhou alguma coisa com a situação? Talvez a oportunidade perdida tenha levado a um melhor emprego. O que ganhou com a experiência? Ajudou-o a conhecer-se melhor a si próprio? Está melhor preparado para os próximos desafios? Lembre-se, há sempre aspectos positivos em cada situação.

  1. Guardam rancor

As pessoas infelizes não largam os rancores. Em vez disso, agarram-se a memórias dolorosas. Perguntam a si próprias. “ E se..?” e “Porque aconteceu isto?”. Tem dificuldade em relacionarem-se com pessoas que agiram mal com elas e em perdoar. Em vez disso, optam por fixar-se no que lhes foi feito e em como se sentiram mal.

Não deve nunca ficar infeliz por algo que lhe fizeram. Pode ser injusto ou totalmente injustificado. Pode até achar que deveria ter actuado de forma diferente ou que a pessoa que errou deve pedir desculpa. Mas é errado pensar assim. É errado deixar que algo do passado interfira com o presente. Não deixe que as acções ou palavras dos outros controlem a forma como se sente hoje. Aprenda a esquecer e perdoar. Merece ser feliz.

  1. Não assumem a responsabilidade

As pessoas infelizes culpam os outros quando as coisas correm mal. Em vez de assumirem a responsabilidade, apontam o dedo a alguém.

Deve assumir responsabilidades. Ao apontar o dedo a alguém, deixa de admitir o que fez de errado. De repente entre numa espiral de culpabilização e começa a culpar tudo e todos. Aceite quanto está errado e comece a aprender com os erros. Não consegue aprender se não perceber que errou.

  1. Dão-se com as pessoas erradas

As pessoas infelizes atraem outras do mesmo género. Diz-se que se atrai a energia que se dá, pelo que as pessoas negativas atraem mais pessoas negativas. E estar perto de pessoas negativas, baixa a moral e dá uma imagem mais sombria da vida.

Se quer ser feliz, não se rodeie de pessoas negativas. As pessoas negativas tiram-lhe energia e provocam atitudes negativas. Permita que apenas pessoas positivas estejam à sua volta, pessoas que realcem as suas coisas boas, não as suas fraquezas.

10. Não desfrutam o presente

As pessoas negativas focam-se nos aspectos negativos da vida. Olham para o que não tem e para as experiências negativas que tiveram. Uma vez que estão perdidas nas memórias azedas, não conseguem focar-se no momento presente. Com tantas preocupações, não conseguem divertir-se e deixar andar.

A verdadeira felicidade é viver o momento presente para conseguir ter prazer, divertir-se e gozar a vida. O que se passou ou se vai passar não importa. Deve viver o momento agora. Envolva-se com as pessoas que o rodeiam ou observe apenas o que está à sua volta.

Aprecie o momento em que está agora mesmo.

Adaptado de 10 Things Unhappy People Do That You Shouldn’t Be Doing  de Jessica Charlotte 

Poderá também ter interesse em: